segunda-feira, 28 de outubro de 2013

200

A vitória de Jorge Lorenzo no GP do Japão no último domingo (27) marcou o 200º triunfo da Yamaha na classe rainha do Mundial de Motovelocidade. Ironicamente, a marca foi conquistada em Motegi, um circuito de propriedade da Honda, a eterna rival da casa de Iwata.

“Foi um dia muito especial”, disse Lorenzo. “Ser o piloto a conquistar a vitória de número 200 é uma grande honra. E vencer na corrida de casa da Honda é ainda mais especial”, reforçou.

Vitória de Lorenzo em Motegi foi a 200ª da Yamaha na classe rainha do Mundial (Foto: Yamaha)

Curta a fanpage do High Side no Facebook

No total, Lorenzo soma 30 vitórias vestindo as cores do time nipônico. Companheiro do espanhol, Rossi tem 47 triunfos a bordo da M1, sendo responsável por 23,5% do total de vitórias da equipe.

O primeiro triunfo dos japoneses na divisão principal do Mundial foi em 1973, com o britânico Chad Mortimer. Na lista de seus pilotos, a Yamaha também tem a lenda Giacomo Agostini, que somou seis triunfos pelo time dos três diapasões. Mais tarde, Iwata trouxe três astros do motociclismo norte-americano para o plantel: Kenny Roberts, Eddie Lawson e Wayne Rainey.

‘King’ Kenny Roberts foi o primeiro a chegar, somando 22 conquistas e um total de três títulos entre 1978 e 1980. Lawson veio na sequência, acumulando 26 vitórias e um total de três títulos – 1984, 1986 e 1988.

Rainey foi o último deste grupo de norte-americanos e somou 24 vitórias no caminho dos títulos de 1990, 1991 e 1992. Em 1992, entretanto, um acidente em Misano colocou um fim à carreira dele.

Antes da chegada de Rossi, a Yamaha contou ainda com Luca Cadalora (6 vitórias) e Max Biaggi (8 vitórias). A ligação de Valentino com a M1 começou em 2004 e o italiano escreveu seu nome da história da escuderia em seu 28º triunfo, quando os nipônicos alcançaram sua 150ª vitória.

Das últimas 50 vitórias do time, a dupla Rossi e Lorenzo conquistou 49, com Ben Spies sendo responsável pela restante.

“Nós podemos ficar muito orgulhosos e felizes de testemunhar essa incrível conquista aqui em Motegi”, disse Kouichi Tsuji, chefe da Divisão de Esporte a Motor da Yamaha. “Jorge nos deu uma performance perfeita na nossa 200ª vitória, continuando uma longa tradição de sucesso que vivemos desde 1972. Para a Yamaha, também é muito especial poder conquistar essa vitória aqui no Japão, na nossa corrida de casa”, completou.

Lin Jarvis, diretor do Departamento de Corridas da Yamaha, aproveitou a ocasião para agradecer todos os pilotos que ajudaram o time a alcançar esta marca.

“É absolutamente fantástico celebrar a nossa 200ª vitória aqui no Japão, na nossa corrida de casa, com uma performance tão incrível como a de Jorge Lorenzo. Ele dominou completamente, não apenas o fim de semana, mas também a corrida, e fortemente pressionado pelos rivais”, afirmou. “Eu gostaria de agradecer a todos os pilotos, todos os times, todos os patrocinadores e parceiros, e a todos envolvidos nessas memoráveis vitórias em todos estes anos. Agora vamos em busca da 201ª em Valência”, encerrou.

Um comentário:

  1. Juliana, eu não lembro de ver um campeonato da MotoGP tão disputado como neste ano....acho que dá Marquez, se ele controlar o nervosismo, caso contrario o título fica com o Lorenzo...

    ResponderExcluir